PSA Mangualde inicia produção em pleno de comerciais da Peugeot e Citroën

2018-11-13

PSA Mangualde inicia produção em pleno de comerciais da Peugeot e Citroën

O Centro de Mangualde do grupo PSA anunciou esta segunda-feira que vai passar a produzir, em pleno, os novos veículos comerciais ligeiros das marcas Peugeot e Citroën, com um potencial industrial máximo de 75 mil veículos por ano. “Após oito meses a produzir em coabitação as duas gerações dos veículos comerciais ligeiros do Groupe PSA, o Centro de Mangualde inicia uma nova fase, em que toda a fabricação se centra nos novos Peugeot Partner/Rifter e Citroën Berlingo/ Berlingo Furgão”, refere, em comunicado.

Segundo a PSA, “para receber a produção dos novos veículos com o melhor nível de eficiência, a fábrica sofreu uma das mais importantes transformações industriais da sua história”. Estas transformações foram sobretudo “no setor de ferragem, com a implantação de novas ilhas robotizadas, e nos setores de montagem e logística, com a reorganização da arquitetura industrial”, explica.

A PSA sublinha que, “junto com a inovação e a transformação, a industrialização do novo modelo é um dos pilares do Mangualde 2020, projeto com o qual a empresa está a consolidar o seu futuro”. No que respeita à cadeia logística, “o lançamento deste novo modelo possibilitou o desenvolvimento de um tecido industrial de proximidade (cluster), permitindo um aumento do número de empresas portuguesas de componentes automóveis de 6% para 25%”, sublinha.

“Para adaptar-se aos novos processos de produção, realizaram-se na fábrica de Mangualde 58 mil horas de formação aos trabalhadores implicados na fabricação dos novos modelos”, acrescenta.

A PSA refere que a nova geração de veículos comerciais ligeiros “está a ser produzida sobre a plataforma EMP2” e, em exclusivo, nos centros de Vigo (Espanha) e Mangualde. “Depois de dois anos de transformação industrial, o novo modelo é já uma realidade. Conseguimos cumprir os nossos compromissos e objetivos de competitividade, flexibilidade e qualidade, para responder a um mercado cada vez mais exigente”, sublinhou o diretor do Centro de Mangualde, José Maria Castro Covelo. A PSA lembra que, em 1996, “o lançamento do Peugeot Partner e do Citroën Berlingo pressupôs uma revolução na conceção destes utilitários ligeiros, convertendo-se numa referência para o setor”.

Estes veículos ligeiros começaram a ser produzidos em 1998 no Centro de Mangualde que, “desde essa data até agora, fabricou 800 mil veículos, o que representa mais de metade da produção total da fábrica desde 1964”, acrescenta. Segundo a PSA, foi esta gama de veículos que permitiu ao grupo “confirmar a liderança de vendas dos veículos comerciais ligeiros na Europa, com uma quota de mercado superior a 20%, que alcança os 30%.”

(Dinheiro Vivo)