Carregal do Sal não avança no desconfinamento

2021-04-30

Carregal do Sal não avança no desconfinamento

Eu sinto-me triste como presidente da Câmara, porque vejo os restaurantes sem possibilidade de realizar vendas e, neste momento, são os mais prejudicados. As esplanadas estão abertas e o comércio local está aberto, mas os restaurantes não”, disse Rogério Mota Abrantes.

O autarca disse à agência Lusa que “os supermercados estão abertos e juntam-se lá dentro às dezenas e dezenas de pessoas, por vezes, porque já não há controlo na entrada, como acontecia no início da pandemia, que tinham esse cuidado”.

“ Mas depois os restaurantes não podem ter quatro pessoas, nem que seja só de uma família, numa mesa afastada. É lógico? Eu não acho”, manifestou.

Rogério Mota Abrantes disse que “não há nada a fazer, as ordens vêm de cima e a partir do momento em que os números são ultrapassados, nada feito” e, por isso, o desejo “é baixar para o mínimo de 10 casos, para o concelho não continuar a atrasar o desconfinamento”.