Presidente do Planalto Beirão quer suspensão de duplicação da taxa de resíduos

2020-10-15

Presidente do Planalto Beirão quer suspensão de duplicação da taxa de resíduos

Para o presidente da Associação de Municípios do Planalto Beirão, “esta medida corre o risco sério de comprometer o parco equilíbrio financeiro do sistema. Risco para o qual é nossa obrigação pedir que sejam desenvolvidas todas as diligências necessárias à reflexão e, se possível, suspensão desta medida”.

“A decisão tomada em Conselho de Ministros em 17 de setembro de 2020 de aumentar de 11 euros para 22 euros por tonelada a taxa de gestão de resíduos depositada em aterro é, em nossa opinião, ineficaz, extemporânea e acima de tudo vai aumentar a despesa das autarquias e subir a tarifa de tratamento de resíduos aos cidadãos”, alertou.

Mário de Almeida Loureiro considerou que “os investimentos que têm sido feitos na área do ambiente são determinantes para a obtenção dos resultados”, mas, acrescentou, “não pode pôr em risco a sua sustentabilidade”.