Viseu quer equipamentos de diversão durante Cubo Mágico

2020-07-09

 Viseu quer equipamentos de diversão durante Cubo Mágico

De 21 de julho a 21 de setembro, o projeto multidisciplinar Cubo Mágico vai ocupar 18 locais da cidade, um dos quais o Campo de Viriato(recinto habitual da Feira de São Mateus), onde a autarquia pretende colocar os equipamentos de diversão.

“A autorização da Câmara está enquadrada num protocolo de cooperação que foi aprovado há 15 dias e que permite a instalação deste tipo de equipamentos, desde que sejam salvaguardadas duas condições: a questão legal e a questão sanitária”, explicou o vereador da cultura, Jorge Sobrado.

Com a questão legal resolvida pelo despacho publicado em suplemento na quarta-feira em Diário da República e assinado pelo ministro da Economia , a autarquia espera agora que sejam publicadas as orientações da Direção-Geral da Saúde.

No Campo de Viriato haverá “uma redução muito significativa do número de operadores” comparativamente ao que costumava acontecer na Feira de São Mateus.
“Globalmente,a ocupação do Campo de Viriato tem uma redução de 80% face ao que é um contexto normal da organização Feira de São Mateus e, neste setor, na casa dos 50%, porque é preciso garantir distâncias sociais entre pessoas, criar corredores de distância entre equipamentos e instalações”, explicou.

Os restantes espaços que acolherão as iniciativas do Cubo Mágico,como o Parque Aquilino Ribeiro, o Mercado 02 de Maio e as praças do centro histórico são de menor dimensão.

Metade da programação do Cubo Mágico é de cariz cultural - como exposições, oficinas, micro espetáculos, teatro de rua ou cinema ao ar livre - e outra metade virada para uma experiência turística,estando previstas iniciativas associadas à gastronomia e aos vinhos,entre outras.