Em Viseu: GNR aplica contraordenação por poluição no rio Alfusqueiro

2020-06-26

Em Viseu: GNR aplica contraordenação por poluição no rio Alfusqueiro

A GNR afirmou que recebeu várias denúncias, quer através do posto local, como no departamento do Ambiente da GNR e através de ‘e-mail’, desta fonte de poluição, ou seja, a barragem estava a ter uma tonalidade da água bastante acentuada de escuro”, contou à Lusa o relações públicas do Comando Territorial de Viseu.

Adriano Resende esclareceu que, perante as denúncias, e em coordenação com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), as autoridades deslocaram-se ao local para, “de imediato, perceber o porquê da tonalidade da água e da espuma toda”.

Sem adiantar qual a fonte de poluição e a sua entidade gestora, o responsável limitou-se a dizer que o rio tinha “uma grande acumulação de espumas escuras e mortalidade significativa de peixes, a jusante da Barragem das Caínhas” que se situa na fronteira dos municípios de Oliveira de Frades e Vouzela..

No entender do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Viseu da GNR, a poluição no rio Alfusqueiro “colocou em causa a fauna piscícola ali existente e as zonas de lazer a jusante da barragem”.

Adriano Resende esclareceu ainda que “a APA há de pronunciar-se sobre essa decisão, tal como a entidade gestora da fonte dos resíduos que entraram na linha de água e que, eventualmente não teve o cuidado de evitar”.