Viseu: Câmara de Viseu condiciona parque urbano e encerra parque infantil

2020-03-26

Viseu: Câmara de Viseu condiciona parque urbano e encerra parque infantil

Além disso, a autarquia alertou as autoridades para os aglomerados de pessoas em determinados espaços.
Segundo o edil, “têm-nos chegado relatos da grande concentração de pessoas no parque urbano de Santiago e na Ecopista do Dão – no troço citadino até Tondelinha. Reiteramos que não são permitidas atividades lúdicas e desportivas coletivas, as quais são punidas por lei no âmbito do Estado de Emergência que está em vigor. Apelamos também a uma intervenção mais firme das autoridades policiais”, isso mesmo publicou o presidente da Câmara, na  página do Facebook.

Assim, e tendo em conta as medidas de prevenção à pandemia covid-19, o executivo autárquico decidiu que “a utilização do parque está condicionada” e que “não é permitida a concentração de pessoas, não são permitidas atividades lúdicas ou desportivas coletivas, como jogar às cartas ou jogos com bola coletivos”.

“O parque infantil encontra-se encerrado e a atividade física ou de recreio com crianças está limitada a períodos de curta duração”, lê-se no comunicado publicado pelo autarca.

À agência Lusa, o comandante da PSP de Viseu contou que está “a apertar mais a vigilância, mas numa postura de sensibilização” e, até à data, “ainda não houve qualquer medida de intervenção por desobediência, as pessoas têm tido boa receção das recomendações” da força de segurança.

O comandante acrescentou que, segundo os agentes, “já houve uma ou outra intervenção de sensibilização e informação”, porque, numa das vezes, “as pessoas compraram as bifanas e umas cervejas e ficaram na rua a comer e a beber”.

Também o relações públicas do comando territorial de Viseu da GNR contou à Lusa que “o patrulhamento foi reformulado” e que estão a “readaptar a vigilância, tal como toda a gente se está a readaptar a estes novos tempos”.