Sete milhões de euros para a reabilitação do Bairro Municipal de Viseu

2019-09-18

Sete milhões de euros para a reabilitação do Bairro Municipal de Viseu

Para Almeida Henriques, “estes bairros são daqueles que valem a pena preservar, não só pelo humanismo e consideração que  merecem as pessoas que ainda lá vivem, muitas delas, desde a sua fundação, como por toda a identidade e história que carrega”.

Segundo o autarca, em declarações à Lusa, este bairro  acaba por ser uma identidade de Viseu. Era o bairro das classes pobres da cidade, um bairro do Estado Novo, com uma arquitetura muita própria que ficava até na periferia da cidade. Quando  o edil assumiu funções estava previsto a demolição do bairro ficando apenas meia dúzia para memória futura. Na altura Almeida Henriques  decidiu, juntamente com o executivo, manter o bairro.

Esta obra vai custar  6,8 milhões de euros, 15%, ou seja, cerca de um milhão de euros, da responsabilidade da Câmara, e os restantes 85%, 5,7 ME, da Europa, através do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano. Prevê a requalificação dos 87 edificados ainda existentes, sendo que 42 estão habitados.

Almeida Henriques  anunciou que  vão preservar o património e  fazer nascer um novo parque para a cidade, para além da vertente da habitação social que se  vai manter.

Além das habitações, o bairro vai ter “cinco residências artísticas e alguns edifícios vão ficar para apoio social, como por exemplo, vai lá ficar instalada a Casa da Memória, um serviço de apoio no âmbito do serviço social e um estaleiro escola” nos atuais 25 mil metros quadrados existentes no bairro, junto ao estabelecimento prisional de Viseu, segundo o edil.

O projeto foi apresentado hoje no bairro municipal, junto dos atuais moradores.