Festival Tom de Festa apresentado em Tondela

2019-07-02

Festival Tom de Festa apresentado em Tondela

A autarquia comparticipa com  22 mil euros este festival, que conta  com o apoio de empresas de pequena, média e grande dimensão. Para o presidente da ACERT, o número de entradas não vai cobrir a diferença do subsídio para o custo”.

Luís Tenreiro acrescentou que a Câmara de Tondela “é o principal parceiro ao longo dos anos”, o que “vai permitindo esta resistência da ACERT para ultrapassar e 'dar a volta' às contrariedades que vão surgindo”, lembrando os cortes da Direção-Geral das Artes, anunciado em 2018.

O festival tem entrada gratuita no primeiro dia e, depois, tem um custo de cinco euros a pulseira que dá acesso a todo o Tom de Festa, ou seja, “fica a um euro por dia, para garantir que todos os cidadãos possam usufruir da mesma forma, com o mesmo direito, da música, das artes plásticas, da animação e da gastronomia” deste festival.

A coordenadora da programação, Ilda Teixeira considerou que “o preço do bilhete só é possível, graças ao compromisso com as empresas e com a autarquia que potencia os agentes culturais, porque entende que a cultura é um agente que cria riqueza e desenvolvimento”.

O autarca, José António Jesus, afirmou que este festival renova-se a cada ano, e tem a particularidade de ser um dos festivais mais antigos da região, mas essa longevidade é acompanhada da renovação e da inovação, ou seja, não se trata de nenhuma réplica de outro festival, trata-se da autenticidade que se quer manter como um grande festival de músicas do mundo.