Viseu recebe Festival Mescla

2019-06-11

Viseu recebe Festival Mescla

O Centro Histórico de Viseu vai viver, na primeira semana de julho, uma MESCLA de luz e viagens, de experiências de cultura e projetos artísticos. 

O festival, promovido pelo Município  e VISEU MARCA, põe em especial destaque na sua programação “um caleidoscópio” de projetos culturais e talentos “made in Viseu”, com a participação de dezenas de artistas e coletivos radicados na cidade de Viriato, abrindo-se ainda a nomes nacionais e internacionais, em diferentes áreas de expressão. 

Das esculturas de luz às instalações sonoras, das músicas de diferentes paisagens à diversidade do teatro – o clássico, o de rua ou o de marionetas –, do novo circo ao café-concerto, da poesia ao conto e à literatura de viagens, da fotografia ao cinema de animação, das oficinas aos roteiros, o MESCLA promete marcar o ritmo de Viseu durante os primeiros 7 dias do mês 7. 

De segunda-feira a domingo, o Centro Histórico de Viseu vai ser assim palco de estreias e apresentações inéditas, de novas experiências e de reencontros há muito desejados, em mais de 200 momentos de programação, distribuídos por 20 espaços. 

“Num mix positivo de artes e talentos propomos, aos viseenses e aos milhares de visitantes que procurarão Viseu, uma programação com identidade própria, onde todos podem ter lugar, independentemente da idade e origem”, frisou o Presidente da Câmara, na apresentação do evento. 

Segundo, Almeida Henriques,a Praça D. Duarte, o Adro da Sé, a Fonte das 3 Bicas, o Largo Pintor Gata, o Largo de S. Teotónio, o Largo António José Pereira, a Rua de Grão Vasco, os Jardins e Casa do Miradouro, a Incubadora CAVA, o Carmo 81’, os Museus Municipais da cidade e diversos espaços do Mercado 2 de Maio são alguns dos “meeting points” do evento. 

Do território cultural de Viseu sobressaem no MESCLA nomes e coletivos como Moullinex, a Gira Sol Azul e a “Viseu Big Band”, o “Teatro Mais Pequeno do Mundo” de Graeme Pullyen, João Lugatte, Ricardo Bernardo e Ricardo Silva (em residência), o projeto CRETA de Guilherme Gomes com diversos atores viseenses, a ZunZum, a Tribal, a “Ritual de Domingo” e Sónia Barbosa, Luís Belo, John Gallo, Inês Flor, Cláudia Sousa, o CARMO 81 e “Sr. Jorge”, a associação Memória Comum, entre outros. Uma seleção de “bandas de garagem” de Viseu vão conquistar também palco nesta programação. 

Para o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Viseu, Jorge Sobrado, “o MESCLA é um festival que respira Viseu por todos os poros, com uma marca de liberdade e de diálogo inclusivo, explorando os conceitos civilizacionais da viagem e da luz”. 

 

 

(CMV)