MUV – Mobilidade Urbana de Viseu arrancou esta terça-feira

2019-04-02

 MUV – Mobilidade Urbana de Viseu arrancou esta terça-feira

Para assinalar esta data, Almeida Henriques, e restante Executivo, efetuaram  duas viagens simbólicas nas novas linhas de transporte, com partida e chegada à Central de Camionagem.

Mas nem tudo correu bem, um despiste de um autocarro que provocou três feridos ligeiros e queixas de quem não conseguiu chegar a tempo ao trabalho ou perceber que linha serve determinada zona da cidade mancharam a entrada em funcionamento do MUV.

Algumas queixas de que os autocarros estavam atrasados, dizem os passageiros que a informação não está clara e que é "uma baralhada autêntica".
Ao chegar à paragem do Rossio no autocarro da linha 21, que serve Silgueiros, Almeida Henriques ouviu as queixas de uma utente, que garantiu que ia "à Câmara pedir o dinheiro de meio dia" de trabalho. Almeida Henriques respondeu que é natural que haja ajustamentos.

Em declarações aos jornalistas, o autarca disse ser "perfeitamente natural que nestes primeiros dias haja um ou outro ajustamento de horário que tenha de ser feito".

Almeida Henriques frisou que se trata de um serviço novo, com uma grande complexidade, que inclui desde o serviço urbano, ao periurbano, ao serviço para as freguesias, e que, por isso, está a ser desenvolvido por fases.

Segundo o autarca, o MUV “é uma grande conquista para Viseu”, que passa finalmente a ter um serviço de transporte urbano.

Com os novos serviços entram também em funcionamento vários passes, além do social, nomeadamente o estudante, o empresa, o turístico e o familiar.