"O que foi a presença: uma leitura a 90 anos de distância"em Carregal do Sal

2019-03-11

A revista literária Presença – Folha de Arte e Crítica foi uma das mais influentes publicações periódicas portuguesas do século XX. Lançada em Coimbra, a 10 de março de 1927, há precisamente 90 anos, tendo sido publicados 54 números até à sua extinção, em 1940. Sucessora da revista Orpheu, dirigida por José Régio, Branquinho da Fonseca e João Gaspar Simões, tornou-se o estandarte da segunda vaga do movimento modernista iniciado em Portugal por artistas como Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Almada Negreiros ou Amadeo de Souza-Cardoso.

Esta exposição revela-se de grande importância para a divulgação do pensamento e da estética, em termos literários, daquela época, com ideias muito próprias sobre o pensamento humano em termos artísticos.

Para ver de segunda a sexta-feira, das 09:00h às 12:30h e das 14:00h às 18:00h.