Festa da Transumância anima aldeia da Guarda no fim de semana

2018-07-17

Festa da Transumância anima aldeia da Guarda no fim de semana

Festa da Transumância está incluída no Ciclo de Festivais de Cultura Popular da Câmara Municipal da Guarda e pretende "perpetuar o saber pelas gerações mais novas, valorizando produtos e tradições singulares e a sua autenticidade", segundo a organização.

A transumância era feita outrora pelos pastores da Serra da Estrela que no inverno deslocavam os rebanhos para Idanha-a-Nova, regressando na primavera.

A autarquia da Guarda refere em nota hoje enviada à agência Lusa que no evento a realizar na aldeia de Fernão Joanes todos os pastores das freguesias da encosta da Serra da Estrela - Maçainhas, Corujeira/Trinta, Videmonte, Meios e Fernão Joanes - são "os verdadeiros protagonistas, sendo homenageados pelo desempenho das artes e ofícios pastoris".

Do programa destaca-se a realização de um acampamento nas choças (abrigos) de pastores, passeios pelas canadas pastoris, música, teatro, a inauguração de uma exposição intitulada "Avó Maria - enfeites para ovelhas" e de um mural de homenagem aos pastores.

As atividades começam pelas 08:30 de sábado, com o público a ter possibilidade de fazer um passeio com um rebanho pelas canadas (caminhos) pastoris da freguesia de Fernão Joanes.

A Festa da Transumância resulta de uma parceria entre o município da Guarda, a Junta de Freguesia de Fernão Joanes, a Associação Cultural e Recreativa de Fernão Joanes e a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede Aldeias de Montanha.

A Câmara Municipal da Guarda sublinha na nota que o Ciclo de Festivais Populares pretende ser "um motor de divulgação e promoção do património cultural material e imaterial, efetivo e afetivo, das comunidades envolvidas".

Alertar para a necessidade de preservação do património, ajudando a perpetuar o saber pelas gerações mais novas, valorizar produtos e tradições singulares e a sua autenticidade, melhorar a qualidade de vida dos habitantes destes núcleos rurais e aumentar o potencial de dinamização da base económica e produtiva local, são outros dos propósitos da iniciativa.

O ciclo pretende ainda atrair visitantes da região e do país para as localidades envolvidas, dinamizando, assim, a região e a economia local.

(DN)